domingo, 16 de janeiro de 2011

Jander "Ameba": O plebeu rude!

Jander Ribeiro hoje: "Eu nunca fui roqueiro!"

Abril de 2010: 50 anos de Brasília, ao lado de André Mueller (Plebe Rude) e
Canisso (Raimundos)


2010 - Brasília: Prestigiando o show da sua antiga banda, ao
lado dos ex-companheiros Philippe Seabra, André X e, o seu substituto,
o Inocente Clemente

Muitos fãs da banda brasiliense Plebe Rude se perguntam: Por onde anda o Ameba (Jander)? A última aparição do ex-guitarrista plebeu foi em abril de 2010, nos bastidores do show da Plebe Rude, nas comemorações dos 50 anos de Brasília.
Depois de viver durante 16 anos em Mendes, interior do RJ, Jander mudou-se para São Pedro da Serra, em Nova Friburgo/RJ, onde mora com a namorada, artista plástica. Jander sempre teve predileção por lugares bucólicos.
"Muita gente olha pra mim e pensa 'esse cara é o maior roqueiro', e eu nunca fui roqueiro! Eu nunca tive um disco rock, e muita coisa eu vim a conhecer bem mais tarde, com meu irmão Julian, que é uns 10 anos mais novo que eu. Eu nunca soube tocar guitarra e acabei tocando numa banda punk, já que pra ser punk não precisava saber tocar. Eu era punk não pela música, mas pelas questões ideológicas", garante Jander Ribeiro.
Atualmente é roadie de Nando Reis, já tendo feito direção de palco para Lulu Santos, roadie para Engenheiros do Hawaii, Pato Fu e Gabriel, o Pensador. "Parei de estudar no 1º ano. Não me especializei em nada. Isso é o que eu sempre fiz, é só o que eu sei fazer. O showbussines é ingrato. Ninguém faz o mesmo sucesso por anos. Eu trabalhei com o Gabriel quando vendeu 1 milhão de cópias e... cadê ele?! Nem faz tanto tempo assim! (...) Se pudesse, estava fora! Quando puder... estarei! Já foi meu tempo!"
Sobre o revival dos anos 80 no Brasil, é enfático: "Eu acho muito estranho esses caras com seus 40 anos fazendo a mesma coisa que faziam aos 18, tendo a mesma atitude que tinham há 25 anos atrás. Pegam o que era pra ser anti-comercial na década de 80 e como não sabem fazer mais nada, tentam ganhar um dinheiro com isso agora.".
Preferências musicais: "O que eu tenho ouvido? Tonico e Tinoco. (...) Os caras por aí endeusam... Chico Buarque, mas o cara hoje em dia está cheio de coisas que não dá pra ouvir! Tonico e Tinoco foram os maiores artistas brasileiros, com mais de... sei lá... 800 músicas gravadas!"
Mais rude do que nunca.

Um comentário: