sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

NOCTURNO: "Precisamos aprender a navegar no caos"


Como foi noticiado aqui no blog, em primeira mão, ainda em 2.007, a banda Nocturno (RJ), que tocou na 1ª edição da Playmorock, está tirando do forno este ano o seu primeiro CD, "Precisamos aprender a navegar no caos", com produção de Dado Villa-Lobos (Legião Urbana), selo Rockit, e da própria banda.
Aguardemos esse petardo!

-

Visite: http://www.myspace.com/bandanocturno
Emerson Facão: voice, lyrics, guitars, keyboards, synthesizers, rhythm tracks, loops and effects.
Eduardo Pletsch: drum, guitar.
Leo: keyboards, bass and effects.
Benito Guidi: guitars and effects.

domingo, 3 de janeiro de 2010

PLAYMOROCK - Até a próxima!


Playmorock Festival - 3ª edição - Thank's:

JORNAL CAPITAL

MICROPOLO INFORMÁTICA

ÁQUILA LANCHES

NOBEL LIVRARIA

COMPRACITA TECIDOS

RÁDIO JR

COCA COLA

JORNAL DE DOMINGO

NEWS E CIA

FACTORY KISS



AS BANDAS:

AKAI ME

STUDIO 89

LINK OFF

DIMITRI PELLZ

FACAS VOADORAS

HAIWANNA

SKIN NATIVA

DJ PAULINHO

KID VINIL


...e a todos que nos apoiaram!
Muito obrigado!

Playmorock 3 - 2º dia

Kid Vinil lança "Almanaque do Rock" e discute a cena nacional e internacional!

Domingo, 22 de novembro de 2009, 14:00h.
Algo realmente inédito estava prestes a acontecer em Campo Grande.

Kid Vinil, no dia seguinte ao seu inesquecível show no Playmorock 3, sentava-se à mesa armada com seus livros, tendo ao seu lado Pietro (Nobel Livraria) e Bira (vocalista da Studio 89 - banda que acompanhou Kid em seu show), para falar sobre seu livro, Almanaque do Rock, sobre a cena rock no Brasil e no mundo e toda a indústria que envolve esse gênero musical, agregador hoje de tantas vertentes.
Possuidor de um acervo de mais ou menos 20.000 discos, Kid Vinil é um verdadeiro ícone do rock nacional e um pesquisador, estudioso mesmo, como poucos, do ROCK mundial. A entrada para a palestra era GRATUITA, e Kid estava ali palestrando e discutindo democraticamente com o público sobre música, além de autografar os livros para os presentes. Oportunidade única de trocar figurinhas com um cara que sabe tudo e mais um pouquinho de rock. Os fãs presentes e as bandas Studio 89, Link Off, e Akai Me tiveram a chance de obter um novo ângulo na "curta visão" existente na cena "alternativa" de Campo Grande/MS.

Valeu, Kid!
Até a próxima!










Fotos - Playmorock 2010

3ª edição foi avassaladora!
























Playmorock 3 - Kid Vinil e cobertura

video


Confira a cobertura do JORNAL CAPITAL:

Assim como esperado, a terceira edição do Playmorock foi um sucesso. Um público com idades variadas lotou as dependências do República Music Bar na noite deste sábado, a fim de prestigiar o que foi considerado um grande evento de rock para todas as idades.
Um pequeno atraso no início do evento foi a opção da organização para que um público maior pudesse prestigiar o evento. E parece que o público não se importou muito. De todas as pessoas que o JORNAL CAPITAL conversou, ninguém pareceu ficar irritado com o atraso.
O evento estava marcado para as 19 horas, mas somente por volta das 20h30 foi que as bandas começaram a tocar. As duas apresentações surpresa ficaram por conta das bandas Skin Nativa e Akai Me.
A partir daí, a casa foi lotando e até a parte ao ar livre foi ficando cheia. Link Off, Haiwanna, Facas Voadoras, Studio 89, Dimitri Pellz e, finalmente Kid Vinil, nesta sequência, fizeram da noite um grande sucesso.

(...)

Na tarde seguinte, Kid Vinil aproveitou o evento para fazer o lançamento de seu "Almanaque do Rock", que traz a história do rock mundial separada por décadas, com exemplos das principais bandas que se destacaram nestas épocas. Em meio a muitas fotos e redação prazerosa, Kid traça ainda um paralelo do mundo com o rock brasileiro.
"Pretendo ainda lançar uma versão exclusivamente brasileira do Almanaque", revela.

(...)

Em um clima decontraído, o artista foi conversando com o público presente sobre o livro, o rock nacional e internacional, e tudo aquilo que tornou possível o estilo musical ser hoje o que é.
Um evento que merece ser lembrado e que certamente no ano que vem será ainda melhor recebido pelo público.

(Por Tainara Rebelo - JORNAL CAPITAL - 23/11/2009)

Playmorock 3: Evolução e Revolução!

21 de Novembro - Playmorock 3
Evoluindo e revolucionando.

Antes de tudo, muito obrigado a todos que compareceram e fizeram da 3ª edição do Playmorock um evento inesquecível.
Público eclético, crianças de 10 anos até pessoas com mais de 50, paz e alegria reinando absolutas. O rock foi celebrado num verdadeiro clima de festa entre amigos. Aliás, o Playmorock nasceu assim, em 2007, como uma "festa" em homenagem a década que colocou o rock dentro de um patamar profissional, dentro da mídia, sem medo de ser feliz, sem medo de ser popular e ao mesmo tempo lírico/poético, sem medo de agradar o seu público fiel e jovem e também tocar nas "AM's" nos confins do país, sem medo de denunciar as mazelas sociais e cantar as angústias juvenis, mesmo que com apenas três acordes... a década de 80!!!

Porém, a coisa cresceu tanto, que, depois de contarmos com a presença da NOCTURNO (RJ), HAIWANNA, JIRHAD e LINK OFF (MS) na 1ª edição/2007, tivemos a 2ª edição/2008 com MARCELO BONFÁ, eterno baterista da maior banda de rock do Brasil (alguma outra banda teve a construção poética e a interpretação única de Renato Russo? Alguma delas vendeu 20 milhões de discos? Alguma delas permaneceu no imaginário de várias gerações, mesmo fora da mídia e mesmo depois do seu fim, 15 anos depois? Alguma delas consegue ter três discos - Legião Urbana I, DOIS e As 4 Estações - em quase todas as listas de Melhores Discos de Todos os Tempos do Brasil?), tocando os clássicos da LEGIÃO URBANA e dos seus discos solo, além de STUDIO 89 e LINK OFF.

Chegamos ao ano de 2009. Playmorock 3, agora como um FESTIVAL:
DIMITRI PELLZ, LINK OFF, FACAS VOADORAS, HAIWANNA, STUDIO 89, SKIN NATIVA, AKAI ME e KID VINIL!!!

Foram dois dias inesquecíveis:
Show no sábado, 21/11, com todas as bandas e Kid Vinil.
No domingo, 22/11, palestra/lançamento do "Almanaque do Rock" com Kid Vinil.
Uma grande oportunidade para todas as bandas, produtores, agitadores culturais e demais fãs de rock debaterem a tão discutida "cena" de MS e também questões como gravadoras, produção, marketing, festivais, etc, com um ícone do rock nacional e um dos maiores estudiosos do assunto.

O PLAYMOROCK evoluiu e revolucionou: estrutura profissional, preço acessível (5,00 para estudantes), bandas de várias vertentes, intercâmbio cultural, debate/palestra (entrada franca) no intuito de fomentar a cena do rock de MS. E tudo de maneira realmente alternativa, independente, com apoio de empresas privadas que acreditaram no projeto, e com recursos próprios.

Valeu, estamos no caminho certo.
"O mundo começa agora, apenas começamos..."

Let's rock!!!